Jean le Rond D’Alembert

Rigid Body and Fluid Motion

D’Alembert’s principle appeared in his Traité de dynamique (1743). Trata-se do problema do movimento de um corpo rígido. Tratando o corpo como um sistema de partículas, D’Alembert resolveu as forças impressionadas em um conjunto de forças efetivas, O que produziria o movimento real se as partículas não estivessem conectadas, e um segundo conjunto. O princípio afirma que, devido às conexões, este segundo conjunto está em equilíbrio. Um resultado notável alcançado por D’Alembert com a ajuda de seu princípio foi a solução do problema da precessão dos equinócios, que ele apresentou à academia de Berlim em 1749. Outra forma do princípio de D’Alembert afirma que as forças efetivas e as forças impressionadas são equivalentes. Nesta forma, o princípio tinha sido aplicado anteriormente ao problema do pêndulo composto, mas estas antecipações não abordam de modo algum a clareza e a generalidade conseguidas por D’Alembert.Em sua Traité de l’équilibre et du mouvement des fluides (1744), D’Alembert aplicou seu princípio aos problemas do movimento fluido, alguns dos quais já haviam sido resolvidos por Daniel Bernoulli. D’Alembert reconheceu que os princípios do movimento fluido não estavam bem estabelecidos, pois embora ele considerasse a mecânica como puramente racional, ele supôs que a teoria do movimento fluido requeria uma base experimental. Um bom exemplo de um resultado teórico que não parecia corresponder à realidade era o conhecido paradoxo de D’Alembert. Aplicando seu princípio, D’Alembert deduziu que um fluido que passa por um obstáculo sólido não exerceu nenhuma força resultante sobre ele. O paradoxo desaparece quando é lembrado que o fluido invisível previsto por D’Alembert era uma pura ficção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.